Por que é importante pensar no design de embalagens?

Um velho ditado diz que a primeira impressão é a que fica. Em um produto isso ocorre por meio da embalagem: quando tem uma boa opção de pacote, a empresa tem mais chance de despertar o interesse do cliente, bem como de estabelecer um elo sentimental entre ele, o produto e a marca.

 

Quais são seus aspectos fundamentais?

Para que o interesse inicial e o vínculo emocional sejam estabelecidos com o consumidor por meio da embalagem, não basta desejar que isso aconteça. É preciso seguir alguns critérios que permitam alcançar um bom resultado. Entre eles, destacam-se:

  • harmonia: tanto em relação a cores como a formatos e imagens;
  • praticidade: a embalagem deve ser fácil de abrir e fechar;
  • segurança: para resguardar tanto o produto quanto o consumidor;
  • estética: deve ser agradável e confortável no aspecto visual e no tato (com bons materiais de textura, por exemplo).

 

Qual a relevância da psicologia das cores na embalagem?

As cores têm a capacidade de transmitir sensações e, assim, afetar de forma positiva ou negativa a opinião do consumidor em relação a um produto. Uma pesquisa da Quicksprout mostra que o uso adequado das cores em embalagens interfere em até 85% nas decisões dos consumidores sobre a mercadoria.

Imagine uma loja para bebês, com produtos exclusivos para eles, por exemplo. É agradável visualizá-la em tons pastéis de azul, rosa e bege, certo? Se esse mesmo local tivesse uma tonalidade preta, por outro lado, talvez não transmitisse uma impressão muito positiva.

Isso demonstra a importância da aplicação da cor na embalagem de um produto. A escolha das cores não deve ter como base o gosto pessoal de alguém, mas sim as característica do produto e o público-alvo ao qual o item se destina.  

 

Quais os materiais mais recomendados para embalagens?

Há várias opções de materiais que podem ser utilizadas na embalagem de um produto. Veja algumas das principais delas a seguir!

 

Plástico

O plástico é um material com bom custo-benefício e uso bastante flexível. Ele pode ser dividido em duas categorias: maleável e flexível. Sua utilização é bem-vinda, mas deve ser pensada para que ele não seja utilizado de forma indiscriminada, uma vez que seu uso está associado à demora de se decompor quando é descartado na natureza.

 

Papelão

O papelão é um material que permite várias utilizações e criação de modelos próprios. Além de ter preço acessível, apresenta boa durabilidade e protege o produto de forma satisfatória (especialmente os artigos de vidro). Entretanto, deve ser mantido longe da umidade.

 

Madeira

A madeira é outro elemento que pode ser utilizado para a confecção de embalagens. Como tem aspecto rústico, dá ao produto um ar artesanal e é indicada para transmitir sensação de conforto, sustentabilidade e de que o produto é único. 

 

Vidro

Oferece bastante segurança à mercadoria, pois permite que ela seja exposta ao calor sem receber substâncias quimicamente contaminantes. Entretanto, tem um defeito bastante inconveniente: é frágil e requer mais atenção no transporte.

Para evitar transtornos, recomenda-se que seja feita uma combinação entre vidro e papelão na embalagem ou que seja adicionada uma embalagem de papelão para proteger a de vidro.

 

Bioplástico

A sustentabilidade é cada vez mais uma prioridade para o consumidor. Por isso, as embalagens bioplásticas podem ser um diferencial para o negócio, já que é uma alternativa sustentável ao plástico. 

Trata-se de um material produzido a partir de vegetais (como batata, milho e mandioca), que apresenta propriedades semelhantes às dos plásticos comuns. Seu ponto negativo é que ainda é difícil produzi-lo em massa. 

 

A sustentabilidade deve ser levada em consideração?

Atualmente, a sustentabilidade deve ser levada em consideração em todos os processos da empresa, inclusive na confecção de embalagens. Por isso, é preferível utilizar materiais locais, recicláveis ou de fácil decomposição na natureza.

Assim, além de ajudar o meio ambiente ao promover o desenvolvimento sustentável, a empresa se destaca por adotar o marketing verde. Dessa forma, vai atrair clientes que têm a sustentabilidade como prioridade ao escolher produtos.

 

Como observar o comportamento do público?

Um levantamento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) indica que 75% das empresas que investiram em embalagens como diferencial tiveram aumento nas vendas. Para monitorar esse crescimento, podem-se adotar critérios para avaliar o comportamento do público (como pesquisa com consumidores ou avaliação nos locais de venda).

Além disso, é possível quantificar as vendas antes e depois da mudança da embalagem. Com base nos números obtidos, fica mais fácil compreender se houve progresso ou não.

 

Como uma agência de design pode ajudar?  

Uma agência de design tem profissionais que podem auxiliar no processo de criação de embalagens. Esses especialistas usam técnicas capazes de associar a embalagem ao real significado da marca, já que melhoram a identidade visual do produto de forma a aumentar seu poder de atrair e criar vínculos emocionais com os clientes.

Assim, a embalagem é um dos elementos mais importantes para chamar a atenção para um produto e torná-lo relevante. Entretanto, para que isso ocorra, é necessário contratar quem entende do assunto e é capaz de usar metodologias atuais com base nas tendências do mercado. Tenha em mente que investir no design de embalagens não é um custo: é um investimento capaz de estimular as vendas e fidelizar os clientes!

Agora que você já sabe a importância do design de embalagens para o pós-venda, entre em contato com a gente. Nossa equipe é composta de especialistas experientes que podem tirar suas dúvidas sobre o assunto.